CASES » Indústria Química

Gigante do mercado de petróleo e energia do país com atuação internacional em prospecção, refino e distribuição.

Desafio

industria-quimicaUma das unidades da empresa explora a maior reserva de xisto betuminoso do mundo, no interior do país e possui cinco mil profissionais sendo 40% próprios e o restante de empresas terceirizadas.

Por estar geograficamente isolada, esta unidade padece de uma extrema dificuldade para contratação de profissionais de consultoria e treinamento, pois, tanto a logística como os custos de deslocamento e hospedagem inviabilizam boa parte dos trabalhos a serem efetuados.

Era necessário que os profissionais de recursos humanos apresentassem uma visão mais alinhada com o estratégico e fizessem a primeira camada de serviços ligados aos processos de melhoria, sobretudo aqueles relacionados a diagnóstico e identificação de problemas.

Abordagem

Propusemos para esta unidade um trabalho combinado de formação de consultores internos de recursos humanos apoiado em monitoramento e coaching de forma que estes profissionais possam adotar a postura de prestadores de serviços internos para as áreas de negócios, racionalizando o uso de consultores externos e especialistas.

Ao alterar o processo de gestão de pessoas, desvinculando a operação do departamento pessoal das atividades de gestão de pessoas, a empresa pode identificar mais claramente como este tema era endereçado, ou não, pelas áreas de negócio, possibilitando ao diretor da área de RH uma atuação muito mais estratégica junto aos seus pares.

Resultados

Comparando o cenário anterior e posterior, vemos que a unidade conta hoje com uma maior intimidade com as unidades de negócio, entendendo seus processos e antecipando as demandas previstas.

Percebe-se uma significativa redução dos custos de treinamento, pois a área de RH passou a poder analisar criticamente as solicitações e definir o treinamento certo para a pessoa certa.

Finalmente, graças à ação primária dos consultores internos, o custo com terceiros em projetos não industriais foi reduzido na ordem de 35% visto que as propostas de RFPs são mais precisas e as fases de levantamento mais reduzidas.